Artrose

Artrose (Artrite) de joelho – Desgaste de cartilagem:

É uma patologia extremamente prevalente na população com altas taxas de obesidade e sobrepeso, sobretudo no joelho e no quadril. A artrose do joelho é um processo de desgaste da cartilagem do joelho.

 

As características iniciais:

  • Cansaço nos joelhos, com algum grau de inchaço no fim do dia. Nesta fase o tratamento indicado é a Fisioterapia especializada e redução de peso com atividade física permitida, hidroginástica e sem esportes de salto.
  • Dor: já se percebe rangido no joelho, calor nos joelhos e não suporta caminhar muito ou ficar muito tempo de pé. O tratamento além da Fisioterapia já indicada é de medicamentos á base de glucosamina e condroitina paradiminuir o processo de desgaste e em alguns casos há indicação de injeções de Hialuronato de sódio (componente do líquido sinovial) com ótimos resultados. O tratamento consiste de uma aplicação por semana, com anestésico, num total de 5 semanas. Os efeitos colaterais são baixíssimos, como sinovite transitória, inchaço no joelho, rangido e estalos. O tempo de evolução ocorre logo após a segunda aplicação e dura entre 1,5 a 2 anos. Este tratamento é usado para prorrogar ou buscar evitar a cirurgia de prótese de joelho através do alívio da dor em pacientes com doenças que não permitem cirurgia ou simplesmente querem alguma opção menos agressiva do que a cirurgia.
  • Inchaço permanente: o joelho apresenta alguma deformidade. As dores intensas, muitas vezes prejudicam atividades simples, como realizar atividades rotineiras como o almoço ou passar roupa, ou fila de banco, precisando sentar e tomar remédios. O Tratamento utilizado: medicação a base de Ácido Hialurônico, age reduzindo a inflamação no joelho e produzindo como que uma nova camada de cartilagem no joelho doente.
  • Deformidades e dor incapacitante: é o ultimo estágio evolutivo da artrose e o paciente já alterou totalmente seu dia a dia. Nesta fase já é possível realizar a cirurgia de PRÓTESE, que significa retirar a parte do joelho que causa toda dor e deformidade e colocar no lugar um implante, que permitirá o retorno às atividades diárias.

Existem dois tipos básicos de artrite que podem afetar o joelho e evoluir em artrose.

  1. OSTEOARTRITE
    A mais comum, sendo geralmente uma degeneração lenta e contínua, ocorrendo um desgaste progressivo da cartilagem articular do joelho. Afeta principalmente pessoas de meia idade ou mais idosas.
  2. ARTRITE REMATÓIDE
    É um tipo de artrite inflamatória que irá destruir a cartilagem articular, afeta geralmente os dois joelhos, ocorrendo em qualquer idade.

Aumenta após alguma lesão no joelho (fraturas, lesão meniscal ou ligamentar), tendo uma evolução parecida com a da osteoartrite pura.

A dor geralmente desenvolve-se de maneira lenta e gradual, embora apareça de forma súbita. A articulação torna-se mais rígida, edemaciada, ficando cada vez mais difícil de estendê-la ou dobrá-la completamente.

A dor e o edema são piores pela manhã ou após em períodos de inatividade, devendo aumentar após atividades como caminhar, subir escadas, ajoelhar-se, podendo também piorar com mudanças climáticas. Outros sintomas presente às vezes é a sensação de fraqueza, insegurança ou perda o equilíbrio da articulação do joelho.

 

Artrose (Osteoartrose ) do quadril

A artrose do quadril (osteoartrose) é uma patologia que acomete principalmente pacientes que apresentam quadro de obesidade ou histórico familiar da doença. Em alguns casos, este tipo de artrose também pode ser causado por lesões que forçam a cartilagem articular, resultando no desgaste do tecido que reveste os ossos do quadril.

Os primeiros sinais da osteoartrose do quadril costumam se manifestar na forma de desconforto e rigidez na região da virilha, das nádegas ou da coxa, aliviando apenas durante o repouso. Porém, com a evolução da doença, a tendência é que a dor atinja níveis mais agudos e se torne constante, podendo formar osteófitos (popularmente conhecidos como “bico-de-papagaio”) nas arestas da articulação.

É importante ficar atento aos sintomas da osteoartrose do quadril. Caso você note a recorrência de algum desses sinais, consulte um médico:

  • Dificuldade de cruzar as pernas
  • Dificuldade de colocar sapatos e meias
  • Dificuldade de lavar os pés
  • Dificuldade de dormir à noite
  • Dificuldade de caminhar
  • Mancar (marcha claudicante)
  • Dificuldade de permanecer em pé por longos períodos

O tipo de procedimento para a preservação do quadril será definido pelo médico de acordo com o estágio da doença. Nos casos mais severos, a reabilitação somente será satisfatória mediante a substituição total do quadril (artroplastia ou prótese do quadril).

admin