Prótese total, parcial e reversa do ombro

O ombro é essencialmente uma bola e uma área de encaixe. A extremidade redonda do osso do braço encaixa na abertura na extremidade da omoplata, permitindo a articulação mover o braço em várias direções.

A cirurgia visa substituir os ossos da articulação do ombro com componentes artificiais. Para substituição total do ombro, a área arredondada final do osso do braço será substituída por uma haste artificial que tem uma cabeça arredondada do metal.

A parte encaixada na cavidade gleinoidal ou glenóide do seu ombro será substituída por uma concha de plástico liso (revestimento) que será mantida no lugar com um cimento especial.

A cirurgia de artroplastia parcial é quando apenas esses dois ossos são substituídos.

 

Prótese do ombro

 

A prótese reversa tem a superfície redonda ligada ao osso da escápula e o encaixe é associado ao osso do braço. A prótese convencional   imita a anatomia normal do ombro, com superfície plástica recobrindo a glenóide, que é o encaixe do ombro no osso da escápula, e uma superfície redonda metálica na região superior do osso do braço (úmero).

A prótese reversa é mais adequada para pacientes com deficiência do manguito rotador, pois mobiliza diferentes músculos

para gerar o movimento do braço.

 

admin